Informação sobre rinite, causas, sintomas e tratamento da rinite alérgica sazonal ou perene, rinite infecciosa viral, bacteriana e outras


Diagnóstico da rinite alérgica

A rinite alérgica pode ser diagnosticada pela presença de prurido nasal, espirros, congestão nasal, rinorreia, gotejamento pós-nasal e, por vezes, hiposmia. Os sintomas geralmente surgem em poucos minutos de exposição ao alérgeno e podem durar um par de horas antes de desaparecer. A conjuntivite alérgica pode também estar presente (onde sintomas oculares são causados por reacções alérgicas nasais), bem como o contato da mucosa conjuntival com alergénios. Em pessoas com rinite alérgica sazonal relacionada ao pólen de bétula, vale a pena considerar a possibilidade de uma síndrome de alergia oral associada, causada por alérgenos em frutas, nozes e legumes.

HISTÓRIA E EXAME CLÍNICO CUIDADOSO
A história deve incluir, a determinação de quando os sintomas começam e da existência de fatores que precedam o início dos sintomas. Isto pode identificar alérgenos que são gatilhos para rinite em casa ou no local de trabalho. Animais de estimação e ácaros podem ser fatores em casa, e no trabalho, pode haver alérgenos ocupacionais, tais como pó de madeira ou farinha.
Resolução dos sintomas durante as férias pode sugerir uma causa ambiental para a rinite alérgica.  Sintomas de rinite também podem ser atribuídos à síndrome de Churg-Strauss, granulomatose e sarcoidose de egener, portanto, revisão sistemática dos sintomas e exame clínico é importante 
Exames clínicos podem incluir respiração bucal, um vinco horizontal nasal através do nariz, cicatrizes cirúrgicas (sugerindo possível cirurgia do seio), pólipos, crostas, congestão da mucosa e corrimento nasal.

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL