Informação sobre rinite, causas, sintomas e tratamento da rinite alérgica sazonal ou perene, rinite infecciosa viral, bacteriana e outras


Conhecendo a rinite alérgica

A rinite alérgica é uma condição comum que é relativamente sub-diagnosticada e sub-tratada. A rinite alérgica tem aumentado gradualmente na prevalência e pode afetar até 20% da população no Reino Unido. Ela é causada por uma resposta imunitária alérgica aos alérgenos. Até 80% dos pacientes com rinite alérgica tendem a desenvolver sintomas antes dos 20 anos de idade. Homens e mulheres são igualmente afetados, mas, curiosamente, os meninos são mais propensos a ter rinite alérgica que as meninas.
Rinite alérgica provoca irritação da mucosa nasal o que resulta em espirros, rinorreia, congestão nasal e comichão. Sintomas oculares são comuns na rinite alérgica sazonal e podem estar presentes em até 50% dos casos de rinite perene.
Pensa-se que a condição possa estar relacionada com uma resposta de hipersensibilidade semelhante à encontrada na asma alérgica. A poluição ambiental, o nascimento durante uma temporada de pólen, desmame precoce e tabagismo materno são fatores de risco para a rinite alérgica nas crianças.
Embora seja tipicamente uma condição sazonal, podem existir casos em que a persistente irritação das mucosas nasais permanece durante todo o ano. A rinite alérgica pode ser associada com a irritação de outras membranas mucosas, mas pode também ser relacionada com a asma, rinossinusite e conjuntivite alérgica.
Há um aumento da prevalência de asma em pacientes com rinite persistente e/ou grave. Além disso, tanto a rinite alérgica como a não alérgica são fatores de risco para o desenvolvimento de asma, e pensa-se que aumentam o risco de sinusite.
Pode haver um significativo impacto na qualidade de vida das pessoas afetadas, causando por exemplo sono de má qualidade, o que afeta a concentração na escola ou no trabalho.
A rinite alérgica pode ser sazonal ou perene. No primeiro caso é relacionada à sensibilidade ao pólen e alérgenos, como os ácaros e pêlos de animais.

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL